Como Estragar Tudo

Um blog de erros, por Gustavo Cavinato.

Tuesday, August 01, 2006

MUDAMOS

Este blog mudou para www.insanus.org/comoestragar



A partir de hoje, este http://comoestragar.blogspot.com
não será mais atualizado. Obrigado pela atenção.

Sunday, July 16, 2006

DEVAGAR E SEMPRE

As coisas andam meio paradas por aqui, mas
por motivos nobres. Tou preparando algumas
modificações no blog e em breve estarei colocando
no ar. Continue visitando, amigão, e acompanhe
de perto todas as novidades.

Enquanto isso, o UM OSCAR PARA KEVIN BACON
segue firme e forte. O Fabiano até botou um vídeo
com cenas do inacreditável Star Wars Turco, o filme
que transformou meu aniversário em 2004 numa
demência coletiva durante a sessão do desgraçado
lá na Sala PF Gastal. Passa lá e leia as últimas!

Monday, July 10, 2006

UM OSCAR PARA KEVIN BACON

Esse é o nome do blog paralelo que tou tocando
com o compatriota Fabiano Goldoni, direto de
Buenos Aires para a alegria de todos nós.
Vamos escrever sobre filmes poucos vistos-
desconhecidos-esquisitos-ruins e por aí vai.
Minha intenção é mandar ver numas resenhas
mais longas, como a que postei aqui sobre
"Gaiola da Morte" uns meses atrás, então vamos
ver o que acontece. O Fabiano já escreveu sobre
um filme que ouvi falar muito bem, "The Descent",
e eu postei hoje meus primeiros comentários
falando de um que não vi. No mais, vamos tentar
atualizar direto.

Passem lá e prestigiem: http://kevinbacon.zip.net/.

COMEÇOU

Hoje vi um carro com um adesivo da Hello Kitty
na traseira, COLADO AO LADO DE UM ADESIVO
DO COLLARES. O espírito nonsense das eleições
começa a se manifestar em Porto Alegre.

AVANTE AZURRA

Depois de uma inesperada homenagem de
Zinedine Zidane ao título deste blog na final
da Copa, a Itália é a campeã do mundo,
com a minha torcida regada a vinho tinto.
Fica aqui nosso abraço ao Maniche,
o volante que o Inter sempre sonhou ter, e
assunto encerrado pelos próximos quatro anos.

Monday, July 03, 2006

AINDA NÃO ACABOU

Ok, a Argentina caiu fora na sexta e o Brasil caiu
no sábado - ou seja, sem a melhor final de todos
os tempos, pelo menos até 2010. Não me resta
outra alternativa que não seja torcer pelo time
do Felipão; afinal, o sujeito foi colega de aula de
contabilidade do meu pai, e isso deixa minha torcida
um pouco mais autêntica. O sangue italiano vem em
segundo lugar, e a Azurra é meu segundo time
nessas semifinais.

Como, pela lógica até agora, TODOS os times pelos quais
manifestei alguma simpatia foram sumariamente eliminados,
resta-me crer que a Alemanha será a campeã mesmo.
E na real, já disse aqui que não gosto do futebol dos caras,
mas com um técnico empolgado como o Klinsmann,
que a cada gol pula até cair as moedas dos bolsos no banco
de reservas, o título seria nada injusto. Klinsmann, grande
cara.

E ah, se a França ganhar, será merecido pelo Zidane,
um grande jogador de verdade, e que botou o Ronaldinho
nas Havaianas nessa Copa.

Provavelmente este seja meu penúltimo post sobre a Copa
do Mundo, já que não vou me agüentar sem escrever sobre
isso depois da final. Quando acabar tudo, voltaremos à
programação normal: filmes, música e amenidades.

Beijo proceis.

Thursday, June 29, 2006

MAIS SOBRE A COPA

Bom, uma cacetada de times foi eliminada
desde o último post sobre o assunto, que
falava mal da Alemanha, inclusive. Dou o
braço a torcer e admito que o time alemão
melhorou um bocado, a ponto de ter transformado
aquilo que escrevi lá embaixo - que a Argentina
e a Costa do Marfim goleariam os donos da casa -
em uma sonora besteira. De qualquer maneira,
vou torcer para a Argentina no jogo de amanhã,
primeiro para amenizar minha fiasquenta e
precipitada previsão já citada, e também porque
BRASIL x ARGENTINA seria a MAIOR FINAL
DE COPA de todos os tempos.

Vejamos o que acontece.

PENSEI SOBRE ISSO HOJE

Deve ser horrível fritar pastéis pelado.

Saturday, June 24, 2006

CAROL ME TRAZ ÓTIMAS NOTÍCIAS

Ok, dormi tão pouco de quinta pra sexta que nem
teria condições de escrever aqui hoje, mas vou fazer
o esforço pra falar sobre a notícia de CHORAR SANGUE
que recebi ontem: THE QUEERS TOCA EM
PORTO ALEGRE no dia 20 de agosto!

Pra mim, isso é tão sensacional quanto inacreditável.
The Queers é uma das minhas bandas-chave da adolescência,
uma ótima mistura de Ramones com Beach Boys puríssimo
e uma verdadeira entidade do punk bubblegum. Nunca
imaginei que esses caras pudessem pintar na cidade,
porém eis que acontece o milagre. Azar se eles priorizam
as músicas mais hardcore no show, em detrimento do lado
mais pop da banda (meu favorito), que inclui as clássicas
geniais PEPPERMINT GIRL, FROM YOUR BOY,
DEBBIE BE TRUE e SIDEWALK SURFIN' GIRL, todas dignas
de LÁGRIMAS DE SANGUE DE CROCODILO (seja lá
que diabos isso signifique). Em compensação, deve rolar
outras belas canções barulhentas e, se der sorte, até algum
cover de Screeching Weasel, minha banda favorita, já que
a formação atual do Queers tem um ex-SW. E aí sim,
CHORAREI JARROS DE SANGUE novamente.

A parte tragicômica da coisa é que eles vão abrir para
a Tequila Baby. Para ilustrar o absurdo, no âmbito futebolístico,
isso seria mais ou menos como deixar o Pelé na reserva
do Mazinho Loyola, e isso com o Loyola lesionado
e jogando no sacrifício. Baixíssimo astral, mas antes ter o show
nessa circunstância sem qualquer sentido do que não ter.

De toda forma, imperdível. Vejo todos vocês lá.
Todos, é claro, CHORANDO SANGUE.

Saturday, June 17, 2006

TENDINITES E VIGILANTES

Tou com uma tendinite violenta no ombro direito
que acabou me levando ao médico e ao maravilhoso
mundo dos antiinflamatórios. Numa situação dessas,
normalmente eu procuro ajuda médica só quando
vejo que o braço caiu no chão, mas dessa vez foi
melhor não esperar. A coisa faz com que
uma curva à direita no volante ou mesmo digitar
isso aqui se transforme em algo próximo à dor do
parto - e comparações com uma dor que nunca vou
sentir nessa encarnação sempre são válidas. Mas
sério, o cara sente que há algo errado quando não
consegue levantar o braço pra dar um tchauzinho
sem precisar de uma dose de morfina.

Mesmo assim, a tendinite não me impediu de
abrir latas de Bud e de encarar a sessão gloriosa do
Projeto Raros, na Sala PF Gastal, nessa sexta-feira.
O filme foi VIGILANTE, de 1983, dirigido pelo William
Lustig e estrelado pelo Robert Forster, o ótimo
protagonista do Jackie Brown de Tarantino.
A premissa é simples: sujeito tem a família trucidada
por bandidos, que são presos e absolvidos por um
juiz corrupto. O cara se indigna e é preso por desacato,
e escapa por um triz de ser estuprado na cadeia.
Por fim, quando sai da prisão, ele parte para
a vingança com as próprias mãos contra os caras que,
entre outras coisas, estouraram a cabeça de seu filho
pequeno com uma espingarda. Nem preciso dizer mais
nada - o filme cumpre aquilo que promete: violar
todos os princípios básicos dos direitos humanos em
mais ou menos uma hora e meia. É um tipo de cinema
que não se faz mais hoje em dia, e justamente por isso
já valeu o ingresso.

E segue a Copa.